Cortes de Cabelo e Penteados

Calvície Feminina

Qualidade de Vida

Calvície Feminina é um problema que preocupa as mulheres
Calvície Feminina é um problema que preocupa as mulheres

O Hospital Universitário de Brasília realiza cirurgia gratuita para as mulheres que sofrem de calvície.

Recuperação satisfatória:

De todas as pessoas que sofrem com a calvície, 80% são homens. Mas é a minoria quem mais sente a perda dos cabelos. As mulheres reagem muito mal à doença, que diminui sua auto-estima e causa depressão na maioria dos casos.

O que pouca gente sabe é que a calvície feminina tem solução e está ao alcance de toda a comunidade. O Hospital Universitário de Brasília (HUB) realiza há mais de dez anos a cirurgia que implanta cabelos em pessoas que sofrem de alopecia. E gratuitamente.

A alopecia androgenética, ou simplesmente calvície, significa perda total ou parcial dos cabelos em uma determinada região. Trata-se de uma dermatose causada pela ação da enzima 5-alfa-redutásia que atua sobre a testosterona, transformando-a em sulfato de deidroepiandrosterona. Esse sulfato é o responsável pelo afinamento e queda dos cabelos. Andro vem de andrógenos, que são hormônios masculinos. As diferenças dos tipos de calvície se apresentam na aparência, as mulheres não têm as famosas entradas, nem ficarão totalmente carecas, pois apresentam doses mais baixas do hormônio masculino.

Atualmente são utilizados medicamentos como a finasterida e o 17 alfa-estradiol. São antiandrógenos que estabilizam o processo, em média, em 50% das pacientes. Porém, não promovem o crescimento de novos fios. A chefe do Centro Cirúrgico Ambulatorial do HUB, a dermatologista Carmélia Matos Santiago Reis, diz que a cirurgia só é feita quando o tratamento com medicação não funciona. “Nesse caso optamos pela cirurgia de implante, que é simples e utiliza anestesia local”, afirma. A médica também orienta residentes em Dermatologia no HUB.

É feita uma avaliação médica completa, com exames laboratoriais para traçar o perfil hormonal da paciente. Só assim, tem início o tratamento. Na maioria das vezes, há acompanhamento psicológico para dar maior segurança a essas pacientes. A médica retira micro-enxertos da área com mais cabelo que são implantados no local mais necessitado. A paciente deve ficar em repouso absoluto por 48 horas. É um procedimento simples, porém demorado. A cirurgia dura quatro horas e tem o acompanhamento de três a quatro médicos no centro cirúrgico. Após a cirurgia, o cabelo implantado irá cair, dando lugar a novos fios que crescerão normalmente. Esse processo leva em média um ano.

Os fios da sobrancelha também sofrem agressões ao longo do tempo. O uso de pinças e depilação enfraquece os fios interrompendo seu nascimento. Para esse tipo de reposição o procedimento é o mesmo da calvície – retira-se cabelo da cabeça da paciente e implanta-se na área sem pêlo. A recuperação é mais lenta e a pós-cirurgia exige repouso de cinco dias. Depois das duas cirurgias, as pacientes tomam antiinflamatório e analgésico. No Hospital Universitário de Brasília (HUB), tanto o atendimento quanto a cirurgia são gratuitos.

As consultas devem ser marcadas no ambulatório do hospital, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. O HUB fica na SGAN 605 Av. L2 Norte.

O cabelo tem um ciclo de crescimento e queda que é dividido em três fases. A primeira chama-se anágena, período em que há crescimento ativo dos fios, e dura de dois a cinco anos. Em seguida, vem a fase catágena, que dura apenas algumas semanas, a parte baixa do folículo entra em atrofia e o cabelo pára de ser produzido. Após o desaparecimento de toda a matriz, o cabelo passa por uma fase de repouso, a telógena, que dura de três a seis meses. Em seguida, uma nova matriz é organizada e um novo cabelo é formado na fase anágena, começando tudo novamente. O ciclo se mantém por toda a vida. As pessoas que sofrem de alopecia andrógena têm seu ciclo biológico dos cabelos alterado no tempo de duração das fases, há uma rápida transformação da fase anágena para tenógena tendo seus cabelos eliminados ainda em fase de crescimento.

Comentários

Leci Oliveira

Leci Oliveira

tenho clientes que sofrem com este mal, a calvice dexa qualquer mulher triste. mas o que mais doi e o custo que é muito alto, nem sempre elas tem condições finaceiras pra ter devolta os cabelos lindo...

 
 

 
 

Curta nossa página no Facebook :)

Você fica por dentro de todas as novidades sobre beleza, estética, penteados e cortes de cabelo.